Condicoes de trabalho do pintor

O distúrbio da pessoa é um tipo de degeneração psicológica, cujas partes são padrões profundamente enraizados e persistentes de informação com o ambiente que impedem o comportamento na sociedade dentro das normas geralmente aceitas. A origem de cada tipo de transtorno pode ser a vida que experimentamos não apenas na infância, mas também nos níveis posteriores da vida, medos ou até mesmo falta de necessidades básicas de vida. As características das pessoas que têm mais de alguns transtornos de personalidade perigosos serão:

profundamente enraizado algumas partes pessoais, que também são muito redesenhados em relação às características apropriadas de um jovem,falta de capacidade de adaptação ao caso - isso significa que o papel conhecido em algumas outras formas será armazenado da mesma maneira,Todos os recursos incorporados são demonstrados não apenas no modo de perceber a realidade, mas também no sucesso do pensamento e do amor em relação a si mesmos e a novos tipos. Tem vocação e é forte principalmente em termos de contatos com outros tipos, que no caso de mulheres com transtornos de personalidade são fortemente defeituosas,as características de uma mulher com desordens formam um padrão geral de outra personalidade diferente, e não são comportamentos individuais decorrentes de nos encontrarmos em uma situação estranha.

Pode-se distinguir muitas formas de distúrbios de personalidade, daqueles que se definem como sendo eles próprios, através de completamente inofensivos, levando a tentativas de infligir danos a novas pessoas. A seguir estão alguns dos tipos mais comuns de transtornos mentais:

personalidade esquizóide - uma pessoa que usa esse tipo de transtorno de personalidade é muitas vezes a impressão de uma pessoa muito fria e sem emoção indo ao mundo simples. No primeiro encontro deste modelo, um homem fica muito distanciado e conhecido, até mesmo alguns empáticos. Seus pensamentos são muito excêntricos e / ou muito originais. O estado emocional da pessoa esquizóide também será legível na roupa; este homem manterá um estilo confortável e bom de roupa, às vezes excêntrico, nunca seguirá a moda ou a lei geralmente aceita do que cai fora. As razões para desenvolver o último tipo de distúrbio não são precisamente conhecidas ou definíveis. Alguns cientistas insistem no fato de que eles são causados ​​pelo cuidado excessivo dos pais em uma pequena idade do ser humano, outros pelo contrário. Os psiquiatras constroem seu diagnóstico sobre a aparência do paciente, como falta ou pouco efeito sobre o trabalho de satisfazer seus próprios prazeres, frieza emocional, falta de interesse tanto em elogios quanto em análise, liberdade e falta de disposição para mudar o estágio atual.sofrimento emocional - dois tipos de pessoas com sofrimento emocional são recomendados: tipo impulsivo e homem limítrofe. Em mulheres com ambos os tipos de disfunção, pode-se ouvir uma grande impulsividade sem motivo para consequências, explosão rápida de raiva irrestrita, hiperatividade ou irritabilidade. Ambos os tipos de choques emocionais, no entanto, têm uma diferença bastante significativa. Uma pessoa impulsiva, porque não tem o cuidado de emoções e comportamentos que estão em sua maioria em casos extremos, também se queixa de profunda tensão psicológica. Borderline, por outro lado, é um ramo perigoso da distorção emocional, porque os humores de uma mulher que sofre do último distúrbio mental são tão puros e repentinos que eles vão ao suicídio em um grupo de acidentes.Medos - este modelo de desordem de pessoas é bastante fácil e claro para os leitores. Isso significa que a pessoa está com medo. E o medo dela pode ser literalmente todas as partes da vida e os objetos ao redor. A consequência é a de considerar a condição e os fenômenos que provocam medo no mal, que na melhor das hipóteses só leva a pontos no funcionamento social, e até mesmo no menor suicídio ou agressão dirigida a mulheres diferentes. Eles sentiram esses tipos de fobias, como a aracnofobia, homofobia, claustrofobia, ou mesmo pediofobia (medo de bonecos, triskaidekaphobia (medo do número 13, e também pedofobia (medo de crianças ou até mesmo medo de voar (medo de ar.dependência - nós não falamos sobre diferentes tipos de vícios. Uma pessoa com um transtorno de pessoas com funções é simplesmente dependente de outra pessoa. Ele não pode lidar sem as orientações das pessoas, permite que outros usem decisões relevantes para a nova manutenção do paciente, não é capaz de tomar decisões de forma independente, é subjetivo e excessivamente submisso.

De fato, definitivamente não há homem que seja importante, com um coração bonito, para ser mencionado em um grande e saudável. Se, no entanto, a parte principal torna-se perturbadoramente exagerada, na verdade é por uma questão de segurança obter a opinião de um psiquiatra.